Anúncio

Antônio Ribeiro escreve para o folhaonline.es aos domingos e, a cada semana, o colunista relaciona Guarapari ao tema do momento. Antônio é administrador de empresas, viveu em Porto Alegre, São Paulo e Curitiba, esteve em todos os estados brasileiros, a exceção de Acre, Roraima e Amapá, ministrou cursos em todos os países da América Latina, menos nas três Guianas, e escreveu o Guia de Férias e Feriadões.

O lado positivo do coronavírus: O que vai melhorar depois disso?

Por Antônio Ribeiro

Publicado em 22 de março de 2020 às 15:00
Atualizado em 12 de maio de 2020 às 18:05

Coluna Antônio Ribeiro (*)

Nascer do sol na Praia do Morro. Foto: Reprodução

O turbilhão de notícias ruins, o clima de pânico que se instalou em todo o mundo e a neurose quase histérica com as notícias alarmantes chegando de várias partes do mundo, preocupam sobremaneira.

Mas nem tudo é negativo e algo virá pós corona, bem positivo para compensar todo este estresse que mesmo não querendo, estamos todos passando neste início de nova década, que esperávamos melhor.

Vínhamos de quatro anos de atividade econômica baixa, passando por uma fase de transição radical, onde a maioria tinha esperança, mas após a virada do ano, o quadro é de grande apreensão.

A exemplo do que tem ocorrido na bolsa de valores, onde a cada queda superior a dez por cento, acontece uma parada de reflexão, o mesmo deveria ocorrer com esta parada de isolamento forçado.

Para todos comento que o melhor a fazer é refletir sobre os temas da vida, especialmente sobre as razões da nossa existência e o sentido que devemos dar a ela antes e depois disso.

Todos envolve políticos, empresários, imprensa, trabalhadores, aposentados, líderes e o povo em geral, para que saiamos desta situação difícil, em melhores condições do que tínhamos antes.

Num momento de isolamento e reclusão, vemos que não somos melhores do que ninguém e a partir disso basearemos nossa conclusão, que espero seja para o bem geral da pátria.

Com ou sem dinheiro, não tendo muitas opções para gastar ou com dívidas, sem condições de pagar, a situação fica bem semelhante: pouco ou quase nada pode ser feito por ambos.

Alguns perderão emprego, outros perderão empresas, só não podemos perder é a motivação. Quando a tempestade passar, estaremos todos cheios de esperança num futuro melhor.

Pelo tempo de convívio maior com os familiares, melhoraremos. Pelas horas a mais passadas com amigos, melhoraremos. Com o descanso forçado por este isolamento, melhoraremos.

Assim teremos novas ideias, novos planos, novos objetivos e novas metas. Uma vida nova nos espera e o bom é que por não termos passado por isso antes, não sabemos como será.

De certo, só que o mundo nunca mais será o mesmo. Nunca mais seremos como antes. Com tudo de ruim que originou isso, após a tempestade, virá a bonança. Amém!

(*) Autor do livro VOCÊ DECIDE Guia de Férias, Feriados e Feriadões, além de outros 46 livros, mais de 400 artigos e ministrador de 600 cursos.

Anúncio
Anúncio

Veja também

quintuplos

Quíntuplos de Guarapari completam um ano

Os pequenos Jayme, Bella, Benício, Laís e Beatriz comemoram o primeiro aniversário na próxima quinta-feira (04)

tormenta1

“Operação Tormenta” prende 14 suspeitos de tráfico em Alfredo Chaves

Anúncio
Anúncio
Imagem ilustrativa | Reprodução: Pixabay

O que cabe ao síndico em meio à pandemia? Advogada de Guarapari explica

Para a Dra. Maieli Marques de Oliveira, é preciso muita atenção ao determinar as medidas restritivas no condomínio

Treinamento para sessão virtual

Câmara de Guarapari realizará primeira sessão virtual da história

Foto: Reprodução

Campanha de vacinação contra gripe é prorrogada em Guarapari

A vacinação continuará até o dia 30 de junho

corona

Coronavírus: Guarapari registra 12º óbito e mais 10 casos da doença

A vítima fatal da doença residia no Centro