Anúncio

Plenário cheio e CPI dos Shows negada mais uma vez na Câmara de Guarapari

Por Aline Couto

Publicado em 4 de abril de 2018 às 11:05
Atualizado em 4 de abril de 2018 às 13:06

Anúncio

Parecer da procuradora geral da Câmara de Guarapari, Nayara Binda do Nascimento, rejeita mais uma vez a criação da CPI dos Shows

O requerimento protocolado pelo vereador Denizart Zazá (PSDB) na Câmara de Vereadores de Guarapari, referente à criação da CPI do Show, foi rejeitado novamente. No início da sessão ordinária de ontem (03), foi lido o parecer contrário a instauração da CPI, feito pela assessoria jurídica da Câmara, justificando erros e falta de provas e fatos que embasem as denúncias. Após o documento protocolado, o mesmo foi analisado pelo setor jurídico da Casa de Leis, através da procuradora geral da Câmara, Nayara Binda do Nascimento, que emitiu o parecer. Foram 15 laudas lidas na em sua totalidade pela mesa diretora.

Segundo a procuradora, no requerimento havia ausência de requisitos para seu seguimento, pelo mesmo já ter sido votado e rejeitado pela maioria dos vereadores na Câmara e por não haver nenhum fato ou prova que embase a denúncia além de uma matéria jornalística.

Manifestação a favor da CPI dos Shows. Foto: Aline Couto.

Outra justificativa, seria um erro na numeração do artigo, onde deveria estar o número da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI), estava à numeração do artigo da Comissão Processante Legislativa (CPL) e o requerimento estaria exatamente igual ao anterior apresentado por Zazá, que pedia a instauração da CPL para investigar os shows, votado e rejeitado pela Câmara. De acordo com o parecer, houve uma inadequação que não merecia prosperar e que não seria objeto de nova deliberação na mesma sessão legislativa, onde a matéria já havia sido discutida e negada pela maioria dos parlamentares.

“A exceção seria mediante a proposta da maioria absoluta da Câmara, nove vereadores, que assinassem o documento solicitando a CPI para que a própria fosse viabilizada para o retorno ao plenário. E mesmo com a maioria, não deveria retornar a votação por não haver documento formal e detalhado que justifique a denúncia, apenas uma cópia da matéria jornalística”, ainda de acordo com o jurídico da Casa.

Leitura do parecer da assessoria jurídica da casa feita pela mesa diretora. Foto: Aline Couto.

Em resposta, Zazá diz que o povo merece saber a resultado deste inquérito, que as denúncias são bem plausíveis e que ambos os documentos tem o mesmo texto porque ele não pode mudar os fatos.  “Porque não investigar uma coisa que está clara?”

O vereador também admitiu que realmente ocorreu uma troca nos números dos artigos de CPI para CPL em seu requerimento. “É uma verdade, colocamos o mesmo número e erramos. Consertamos e vamos dar entrada hoje mesmo (03) para que na próxima sessão ordinária já possa entrar novamente em pauta. Não vou parar, se precisar procuro outros caminhos com a Polícia Civil”, finalizou.

 

 

É proibida a reprodução total ou parcial de textos, fotos e ilustrações, por qualquer meio, sem prévia autorização do FolhaOnline.es.

Tags:

Anúncio

Anúncio

Veja também

pronunciamento-16.11.22

66° Mapa de Risco mantém Guarapari, Anchieta e Alfredo Chaves em risco baixo para Covid-19

ES anuncia retomada de eventos esportivos e confirma Jogos Escolares em Guarapari

Evento vai acontecer em Setembro em formato específico para evitar contágio pelo Coronavírus

Anúncio

Anúncio

CasadeApoio

Bazar arrecada valores para manter serviços ofertados em Casa de Apoio de Guarapari

A ONG “Amigos no Bem” inaugurou a Casa de Apoio Matheus Garcia no ano passado. Somente no último mês, o local distribuiu 115 cestas básicas e 25 caixas de leite aos mais necessitados

afag-futebol-guarapari-2021-07-30-3-1

Final do Campeonato da Cidade de Guarapari acontece neste domingo (01)

Anúncio

educação

Sedu abre processo seletivo para professores efetivos e em designação temporária

taxis-guarapari-fiscalizacao-2021-07-30

Fiscalização de táxis de Guarapari começa na próxima segunda-feira (02)

Anúncio