Anúncio

Antônio Ribeiro escreve para o folhaonline.es aos domingos e, a cada semana, o colunista relaciona Guarapari ao tema do momento. Antônio é administrador de empresas, viveu em Porto Alegre, São Paulo e Curitiba, esteve em todos os estados brasileiros, a exceção de Acre, Roraima e Amapá, ministrou cursos em todos os países da América Latina, menos nas três Guianas, e escreveu o Guia de Férias e Feriadões.

Quando se cobra a mais, arrisca-se a perder o serviço ou pior, o cliente!

Por Antônio Ribeiro

Publicado em 12 de janeiro de 2020 às 15:00
Atualizado em 12 de maio de 2020 às 18:05

Anúncio

Coluna Antônio Ribeiro (*)

Há dois anos, nesta época, mandei para cá minha mudança num container. Como tinha 17.000 livros de minha autoria, pesava 14 toneladas e a carreta não conseguiu fazer a curva na Praça Trajano, para vir até o Morro do Atalaia.

A solução foi contratar uma empresa que tem munck, que mandou dois caminhões, um para tirar e outro para levar o container até a Antiga Delegacia. O serviço durou uma hora e paguei 600 reais, 300 reais cada caminhão.

Agora vazio, pedi um caminhão para colocar o container num mirante que construí para poder avistar a Praia do Morro. O mesmo me pediu 600 reais por um caminhão, de nada adiantando meu argumento que seria uma hora.

Mesmo assim aguardei cerca de três meses, sem que o serviço pudesse ser feito, devido a obras num novo mercado e depois em Meaípe. Como não consegui fazer o serviço, procurei outra opção, que pediu 300 reais.

Por coincidência, aguardei um mês e este segundo também não pode fazer o serviço, alegando agenda lotada, ao final me indicando um terceiro. Liguei num dia e fez o serviço no outro, por 350,00.

Conto toda esta história, por sentir que aqui em Guarapari existe certa tendência em cobrar bem mais do que seria cobrado em Vitória e a maioria aceitar passivamente, por falta de outras opções.

Acontece que nem todos aceitam isso e saem em busca de outras opções. Construí  minha casa e quando precisava comprar algo em maior volume ou valor, recorria a Vitória ou Vila Velha.

Uma pena, pois este dinheiro deixa de circular em Guarapari e o pior, dão razão a comentários de que aqui as coisas são mais caras, levando a muitos trazerem itens básicos para sua estada.

Com a Internet e a ajuda do Dr. Google, o santo defensor dos preços de produtos e serviços, muitos já estão se habituando a consultar fora, antes de comprar por aqui e negociar o que der.

Chamo a atenção do comércio local, comentando o exemplo do Uber, que mudou o hábito no uso do táxi, criando uma nova mentalidade e hábito nos consumidores deste tipo de serviço.

Se não acompanhar os preços de mercado, falo do estadual, para não dizer nacional, o risco é irem ficando fora e verem novos concorrentes surgindo.

(*) Especialista em Marketing pela PUC, Master Business Administration pela FGV e Administrador pela Universidade Mackenzie.

 

As informações e/ou opiniões contidas neste artigo são de cunho pessoal e de responsabilidade do autor; além disso, não refletem, necessariamente, os posicionamentos do folhaonline.es

Anúncio

Anúncio

Veja também

Obras-orla-de-meiape-2021-08-03 (4)

Guarapari: carta aberta cobra respostas em relação a atraso de obra na Orla da Praia de Meaípe

Documento foi protocolado na Prefeitura de Guarapari pela Associação de Moradores do Bairro Meaípe

Tempo Integral ES1

Programa Capixaba incentiva implantação de Tempo Integral em escolas municipais

Anúncio

Anúncio

xepa vacina

Guarapari realiza ações de vacinação contra a Covid-19 e a gripe (Influenza)

As segundas doses de AstraZeneca e Coronavac serão aplicadas na quarta-feira (04) e as da gripe, na quarta e na quinta-feira (05)

revsol1

Parceria entre empresa e prefeitura beneficia estradas e ruas de localidades em Guarapari

A ArcelorMittal doará toneladas de Revsol para o município; as primeiras contempladas serão as localidades de Santa Arinda, Limão e Limãozinho

Anúncio

redução homicídios ES

Sete primeiros meses do ano acumulam redução de 5,7% nos homicídios no Espírito Santo

vacina_covid_guarapari_90

Vacinação Covid-19: Guarapari abre novo agendamento para pessoas acima de 28 anos

Anúncio