Anúncio

Segundo detido por crime contra professor de Guarapari pode ter ligação com outro homicídio na região

Rafael dos Reis Santos, o "Tiriba", se apresentou espontaneamente nesta quinta-feira (25)

Por Gislan Vitalino

Publicado em 26 de novembro de 2021 às 17:14

Anúncio

divulgacao pces rafael suspeito2 - Segundo detido por crime contra professor de Guarapari pode ter ligação com outro homicídio na região
Polícia Civil apresentou as informações em coletiva realizada nesta sexta-feira (25). Fotos: divulgação/PCES.

O segundo suspeito de participar do caso que culminou na morte do professor de Educação Física Raul Giovanelli, Rafael dos Reis Santos, conhecido pelo vulgo de Tiriba, se apresentou à Polícia e entregou a arma utilizada no crime na tarde desta quinta-feira (25). Ele é investigado como mandante do furto e dono da arma utilizada no crime. Segundo a Polícia Civil o homem pode ter relação com um homicídio anterior na região.

divulgacao pces rafael suspeito - Segundo detido por crime contra professor de Guarapari pode ter ligação com outro homicídio na região

O crime pelo qual Rafael pode estar ligado foi a execução de um inspetor penitenciário no dia 13 de maio deste ano. A Polícia levantou traços semelhantes entre os crimes, que aconteceram em regiões próximas, nas quais Rafael já foi acusado por outros crimes em ocasiões anteriores.

“Nós pudemos perceber que tanto o inspetor penitenciário, quanto o professor Raul, não tinham problemas pessoais que justificassem um homicídio. Em princípio, a morte do inspetor segue sendo investigada pela Delegacia Especializada de Homicídios e Proteção a Pessoa (DHPP), mas agora, que percebemos que em ambos os casos, nenhum bem foi roubado e os dois foram mortos em locais relativamente próximos, nos quais Rafael já foi acusado de outros crimes, nós passamos a suspeitar que ele possa estar envolvido e, por conta disso, estamos pedindo a realização de exames que possam confirmar ou afastar as suspeitas que pesam em face dele”, explicou o delegado titular da Delegacia Especializada de Investigações Criminais (Deic) de Guarapari, Guilherme Eugênio.

A Polícia Civil espera que a divulgação das imagens dos executores leve a população a cooperar com novas informações que permitam solucionar o caso.

Rafael é o segundo detido envolvido no caso

Na última semana a Polícia Civil deteve um primeiro suspeito do crime que vitimou o professor de Educação Física Raul Giovanelli. O caso aconteceu no dia 31 de outubro, na região da Praia do Riacho, em Guarapari.

assassinato raul - Segundo detido por crime contra professor de Guarapari pode ter ligação com outro homicídio na região
Local do crime que vitimou o professor de Educação Física Raul Giovanelli, no dia 31 de outubro.

Segundo as investigações, Raul teria tentado recuperar os pertences roubados de um idoso, quando foi atingido por tiros. O primeiro detido, preso na Serra, teria sido o executor dos disparos e o Rafael, detido esta semana, seria mandante do furto e proprietário da arma utilizada no crime.

É proibida a reprodução total ou parcial de textos, fotos e ilustrações, por qualquer meio, sem prévia autorização do FolhaOnline.es.

Anúncio

Anúncio

Veja também

os-sao-joao-jaboti-04-2024-001

Prefeitura de Guarapari anuncia obras de drenagem e asfaltamento em São João do Jabuti

Comunidade é vista como região de potencial para o agroturismo

Crescer Com Viver1

ONG Crescer com Viver prepara mais uma edição do ‘Sertanejo Solidário’ em maio

Noite será de muita diversão, comida gostosa e solidariedade

Anúncio

Anúncio

20240418_162847

Espírito Santo vai receber primeira Usina de Biometano para uso industrial e residencial

Assinatura da parceria aconteceu na quinta (18), no Palácio Anchieta

Pastor Raphael

Coluna Palavra de Fé: Parte do remanescente

“Assim, pois, também agora, no tempo de hoje, sobrevive um remanescente segundo a eleição da graça.” Romanos 11:5

Anúncio

motor-home

Coluna Dom Antônio: Guarapari na contramão do turismo de bom nível tem lei proibindo motor homes

01.FOTO-DO-TEMA.jpeg

Coluna Entenda Direito – Seletividade penal e encarceramento: ‘Cadeia guarda o que o sistema não quis’

Anúncio