Anúncio

Antônio Ribeiro escreve para o folhaonline.es aos domingos e, a cada semana, o colunista relaciona Guarapari ao tema do momento. Antônio é administrador de empresas, viveu em Porto Alegre, São Paulo e Curitiba, esteve em todos os estados brasileiros, a exceção de Acre, Roraima e Amapá, ministrou cursos em todos os países da América Latina, menos nas três Guianas, e escreveu o Guia de Férias e Feriadões.

Um Problema em Guarapari

Por Antônio Ribeiro

Publicado em 28 de fevereiro de 2021 às 09:00
Atualizado em 1 de março de 2021 às 15:04

Anúncio

Foto: Antônio Ribeiro

Como tenho um grupo zap Guaramigos Serviços, um de Empregos, afora outros 23 por segmentos específicos, minha agenda de contatos tem mais de mil e trezentos nomes de profissionais da Cidade Saúde.

Precisando fazer uma obra para abrigar um mirante e a sala do museu de utilidades domésticas que estou montando, pedi orçamentos para seis pedreiros e sete vidraceiros, com croqui e medidas para facilitar.

Para minha surpresa, só dois mandaram os orçamentos até agora, passada quase uma semana, coisa que já havia acontecido quando orcei outros serviços anteriormente. Difícil de acreditar!

Com todos comentei que também estava fazendo orçamento com mais dois ou três colegas e imagino que isso possa ter desmotivado alguns possíveis candidatos a fazerem o serviço.

Pelos altos valores orçados, para o tipo de serviço, me pareceu que a ideia é orçar caro sempre, para ver se pega e só fazer os que concordarem em pagar o custo que chamo de Guarapari.

Morei em São Paulo, 15 anos e em Curitiba, 30 anos, tendo construído lá duas sedes da minha empresa. Lembro que pedia orçamentos, vinham de imediato ver, orçar e sempre competiam.

Aqui não se interessam em saber o preço dos outros e procurar ter seu preço competitivo no mercado, exatamente para ter serviço sempre e assim poder cobrar menos por ele.

Alguns parecem querer arrumar um serviço para poder ficar parado por um tempo, sem trabalhar, até que apareça outro que possam novamente cobrar bem e outra vez ficar parado.

Para piorar a imagem que fica, precisei também de um eletricista. Um dos que veio orçar serviço de pedreiro, comentou que também era eletricista e que se interessava pelo serviço.

Pediu um absurdo, quando disse não, ele de pronto deixou pela metade e marcamos para o dia seguinte. Não apareceu. No outro dia ligou falando que só podia sexta e de novo mancou.

Era candidato a fazer a obra, planejada para um mês de serviço e mesmo que venha com de novo com uma boa desculpa, não fará, por não cumprir.

Antônio Ribeiro é Administrador pelo Mackenzie, Especialista em Marketing pela PUC e MBA pela FGV.

Contato: [email protected]

As informações e/ou opiniões contidas neste artigo são de cunho pessoal e de responsabilidade do autor; além disso, não refletem, necessariamente, os posicionamentos do folhaonline.es

Anúncio

Anúncio

Veja também

onibus-28-10-2019.mov-snapshot-00.10-2019.10.28-09.17.03-

Passageiros da Viação Alvorada reclamam de atrasos frequentes em linhas sem trocador

geada ES1

Aviso meteorológico prevê sensação térmica abaixo de 0 °C e formação de geada no ES

Anúncio

Anúncio

Julio-Joaquim-folhaonline-27-e-29Jul-2

Edital de Citação – Imóvel Usucapiendo

Casagrande clima

Casagrande e mais seis governadores se reúnem com enviado dos EUA para o clima

Anúncio

renato_entrevista

Entrevista: vereador busca alinhar Anchieta aos objetivos globais de desenvolvimento sustentável

Confira a entrevista exclusiva do jornal FolhaOnline.es com o vereador Renato Lorencini

detonacao_rocha_guarapari-2020-03-24

Detonação de rocha vai interditar BR-101 entre Guarapari e Anchieta

Anúncio