Anúncio

Antônio Ribeiro escreve para o folhaonline.es aos domingos e, a cada semana, o colunista relaciona Guarapari ao tema do momento. Antônio é administrador de empresas, viveu em Porto Alegre, São Paulo e Curitiba, esteve em todos os estados brasileiros, a exceção de Acre, Roraima e Amapá, ministrou cursos em todos os países da América Latina, menos nas três Guianas, e escreveu o Guia de Férias e Feriadões.

Artigo: isso não é obrigação, é educação. Por uma Guarapari ainda melhor!

Por Antônio Ribeiro

Publicado em 30 de maio de 2021 às 09:00
Atualizado em 31 de maio de 2021 às 13:59

Anúncio

Fotos: Antônio Ribeiro.

Minha família tem casa em Gramado há 50 anos. Passei 40 Natais por lá. Tudo é lindo. Tudo funciona e a cada ano surgem novas atrações e mais turistas.

De tudo que a cidade tem e nos encanta, uma coisa é constante e marca: você sai da calçada, põe o pé na rua e os carros param. Parece controle remoto!

Com coisas simples como esta, você se sente um rei. E o turista para as cidades voltadas e focadas no turismo é isso. Sentir-se um rei, pela atenção dada.

Curitiba, embora seja uma cidade maior e capital, também é assim. Não tanto como Gramado, mas param nas faixas e dão atenção ao idoso e a crianças.

Em Guarapari, quatro de cada cinco apartamentos, são de turistas ou veranistas e durante o ano, muitos moradores não nascidos aqui, são da terceira idade.

Basta prestar atenção para ver que mesmo com a pandemia, é grande o número de edifícios em construção na cidade e tendência são os de tamanho grande.

Com a facilidade para alugar pela Internet, direto com o proprietário, é cada vez maior o número dos que vem à cidade pela primeira vez, a conhecer.

O bom disso tudo é que mais edifícios, geram mais empregos a porteiros, diaristas, zeladores e a todos os outros tipos de serviços necessários.

Maneira de atrair mais turistas e conquistá-los, para que comprem apartamentos aqui é tratá-los bem: parar para que atravessem, principalmente idosos e com crianças.

Como aqui existem muitas ruas estreitas e cruzamentos intensos, sem sinaleira, dar passagem aos demais, também é fator de conquista.

Por ter morado 30 anos em Curitiba, pratico isso e me chama a atenção que muitos não agradecem. A maioria destes, são moradores. Turistas reconhecem!

Para incentivar esta prática, quando não agradecem, dou um leve e rápido toque na buzina. Muitos se tocam e aí retribuem. Assim vou mudando hábitos.

Na região em que moro, muitos já se acostumaram e agradecem. Como caminho bastante, vejo que alguns já param ou cedem passagem.

Assim vamos estabelecendo uma mentalidade, que com o tempo, se transformará em cultura. Sem perceber, estamos conquistando educação.

Esta coluna de hoje é dedicada a Jaime Lerner, ex-prefeito de Curitiba, falecido na semana, imortalizado por humanizar as cidades.

*Antônio Ribeiro é autor do Guia de Férias e Feriadões, bem como de 46 outros livros.

Contato: [email protected]

As informações e/ou opiniões contidas neste artigo são de cunho pessoal e de responsabilidade do autor; além disso, não refletem, necessariamente, os posicionamentos do folhaonline.es

Anúncio

Anúncio

Veja também

Crimes virtuais

Artigo: crime virtuais; como se proteger e denunciar

guara-de-ouro-gri-2021-09-18-2

Guará de Ouro: solenidade homenageia lideranças locais e do ES que trabalham por Guarapari

Anúncio

Anúncio

capa_Medidor-de-velocidade-radar-FernandoMadeira-ales

Assembléia aprova lei que proíbe radares ocultos em estradas do ES

73o-MAPA-DE-RISCO-20.09-a-26.09

Governo do Espírito Santo divulga 73º Mapa de Risco Covid-19

Anúncio

vacina_es

Guarapari abre novo agendamento para terceira dose de vacina da Covid-19

Serão atendidos idosos com 60 anos ou mais que tomaram segunda dose de qualquer vacina da Covid-19 há cinco meses ou mais

Anchieta-Credito-da-Foto-Andrews-Quinteiro_

Pelo quarto ano consecutivo, Anchieta recebe nota A do Tesouro Nacional

Anúncio