Anúncio

Antônio Ribeiro escreve para o folhaonline.es aos domingos e, a cada semana, o colunista relaciona Guarapari ao tema do momento. 

Artigo: Nilcy Rosetti, uma rainha que casou com um Conde e viveu uma história de amor e empreendedorismo

Por Antônio Ribeiro

Publicado em 12 de junho de 2022 às 09:00
Atualizado em 14 de junho de 2022 às 09:49

Anúncio

Artigo: Nilcy Rosetti, uma rainha que casou com um Conde e viveu uma história de amor e empreendedorismo
Fotos: acervo.

Conheci Nilcy nos saraus do Guaracultura, que aconteciam no Clube Siribeira e davam um diferencial para Guarapari. Uma pena terem terminado, mesmo antes da pandemia. Ficamos sem um dos pilares da nossa cultura.

Há bom tempo queria entrevistá-la e na semana passada, soube que estava completando noventa anos. A hora é agora! Liguei bem no dia do aniversário, que não pude comparecer e combinamos fazer a entrevista.

Como boa descendente de italianos, sabe bem a alegria de ser nona (avó em italiano) e agora experimenta um privilégio de poucos: ser nonagenária, se bem que em Guarapari, muitos atingem esta idade.

Melhor que isto, ser nona e nonagenária, Nilcy está cem por cento física e mentalmente, contagiando a todos com sua disposição e alegria, dizendo que só guarda as coisas boas, o que interessa.

Lembro bem quando há um ano ela foi das primeiras a visitar o museu, trazendo um LP do Pedro Caetano, que inicia com a Valsa de Guarapari e tem dedicatória ao seu esposo, do próprio autor.

Depois de incontáveis aprontadas na infância, sossegou por volta dos quinze anos e decidiu fazer normal e levar uma vida tal qual. Namorou sete anos e casou com o primeiro namorado. Virgem!

Começava aí uma vida de incentivo ao Romulo Conde, primeiro para montar a Rádio Cariacica AM. Decidiram que o salário dela na Vale seria para manter a casa. E o dele na PM, para a rádio.

Como estava demorando para juntar o dinheiro, vendeu um terreno que tinha no Jardim Camburi e com isso a rádio foi inaugurada e o sonho do marido realizado. Com uma pequena e ajuda dela.

Foi funcionar e cair no gosto do público, tanto que um dos primeiros locutores depois foi governador do estado: Gerson Camata. Tinha também o Músicas para o seu Almoço, com grande audiência.

Com o sucesso da rádio AM, decidiram montar a primeira FM do Espírito Santo e para tanto, contraíram um grande empréstimo em dólares no tempo do um por um e aí o dólar foi a quatro.

Quase não dormiam, com a preocupação de como pagar o empréstimo. Outra vez Nilcy lembrou de um terreno que tinham comprado em Nova Guarapari. Vendido e resolvido o problema!

Guarapari entrou na vida do casal por conta de um acidente que fez Romulo ter que se submeter a várias cirurgias, inclusive tendo que ir morar 18 meses no Hospital Sara em Brasília.

Com a recomendação médica de caminhar todos os dias na areia, vieram morar em Guarapari. Outro amor fulminante que mudou a vida do casal, que daqui não saiu mais.

Obvio que por isso montaram mais uma rádio, a Band FM e depois a TV Guarapari, já com o apoio dos filhos, que ficaram tocando as duas rádios durante a internação.

Agora viúva, ocupa seu tempo e a mente com o projeto Mão Amiga, no qual trinta contemporâneas bordam e fazem croché, que vendem para atender carentes.

O que mais gosta de fazer é ler e escrever, já tendo quatro livros publicados, com o quinto a caminho, que não é o do centenário, cujo tema é segredo ainda.

Artigo: Nilcy Rosetti, uma rainha que casou com um Conde e viveu uma história de amor e empreendedorismo

(*) Antônio Ribeiro é autor do Guia de Férias e Feriadões, além de outros 46 livros e mais de 150 artigos sobre Guarapari.

Contato: [email protected].

Mais de Antônio Ribeiro

coluna-antonio-05fev

Coluna Dom Antônio: Palestra sobre turismo de luxo movimenta o setor que está aquecido em Guarapari

WhatsApp-Image-2023-01-27-at-08.34.00

Coluna Dom Antônio: Tininha Gomes saiu de Guarapari para fazer sucesso no Brasil e em 20 países do mundo!

WhatsApp-Image-2023-01-20-at-08.36.42

Coluna Dom Antônio: Assunto da semana em Guarapari toca a todas as pessoas de bem

fenômeno guarapari1

Coluna Dom Antônio: Tromba d’água em Guarapari surpreende e preocupa muito a moradores e turistas

As informações e/ou opiniões contidas neste artigo são de cunho pessoal e de responsabilidade do autor; além disso, não refletem, necessariamente, os posicionamentos do folhaonline.es

Anúncio

Anúncio

Veja também

escola perocão (1)

Pais manifestam sobre condições de escola para o ano letivo em Guarapari

Rapaz desapareceido1

Família procura por rapaz desaparecido em Guarapari

Anúncio

Anúncio

Fiscalizacao_20230203_Noticias3-847x476-1

Crea-ES alerta para risco de quedas e acidentes na Praia da Areia Preta, em Guarapari

vacina-06fev-sesa

Retorno às aulas é momento de colocar as vacinas em dia

Anúncio

Pablo Lira

Pesquisador de Guarapari é o novo presidente do Instituto Jones dos Santos Neves

Transito-Fernando-Ferrari-Foto-Victor-Amaral-12-2

Multas leves e médias podem ser convertidas em advertência por escrito no Espírito Santo

Anúncio