Anúncio

Antônio Ribeiro escreve para o folhaonline.es aos domingos e, a cada semana, o colunista relaciona Guarapari ao tema do momento. 

Artigo: Pichações são uma praga mundial. Temos todos que prevenir agora!

Por Antônio Ribeiro

Publicado em 3 de julho de 2022 às 09:00
Atualizado em 4 de julho de 2022 às 14:08

Anúncio

WhatsApp Image 2022 07 01 at 12.31.07 - Artigo: Pichações são uma praga mundial. Temos todos que prevenir agora!
Fotos: Antônio Ribeiro

Nada contra os grafiteiros, cujos nossos maiores nomes são o Liam e o Vinícius, que autorizados, embelezam os muros com sua arte. Os pichadores sujam, enfeiam e são feitos à revelia dos proprietários.

Os pichadores são abusados, atrevidos no onde picham e alguns até obscenos. Costumam subir em prédios abandonados e pichar nas alturas, aproveitando para se drogar ao fazer sua droga de arte.

Gostam também de prédios públicos, monumentos e praças, numa agressão à sociedade da qual são desajustados e contestadores. A qual precisa se posicionar decididamente contra.

WhatsApp Image 2022 07 01 at 12.31.06 - Artigo: Pichações são uma praga mundial. Temos todos que prevenir agora!

Usam tintas em latinhas de spray, fáceis de encontrar, caras e difíceis de sair. Quem tentou tirar de seu muro alguma vez, sabe bem a dificuldade que é. Chega a dar raiva de tão difícil.

Algumas pichações são mensagens em código, outras assinaturas e tem até as políticas: Fora Lula, Lula Livre e Fora Bozo, cujas próximas eleições talvez incentivem seu aumento. 

Nas cidades em que morei, são dominantes: Porto Alegre, São Paulo e Curitiba, quanto maior pior. A capital paranaense quase não tinha, quando lá cheguei, mas se tornou uma praga.

WhatsApp Image 2022 07 01 at 12.31.08 - Artigo: Pichações são uma praga mundial. Temos todos que prevenir agora!

Gostam de perigo! Preferem prédios altos, onde vem descendo pichando todos os andares. Marquises e testeiras também são seus alvos prediletos. Quanto mais difícil, melhor!

Alguns acham bonito, outros até dizem ser uma expressão cultural, mas não tem como ser conivente. É feio enfeiar as cidades, que já são muito cinzentas de tanto concreto.

Aqui o lugar que chamou minha atenção foi o muro do Cemitério Municipal, que chamo de Bem Amado, que sem as árvores dos cantos, ficou fúnebre, perdeu encanto.

Guarapari ainda não tem muito. Vi mais em Vila Velha e percebi que Vitória tem muito. Se deixarem, logo a moda virá para cá também. Que podemos fazer contra?

WhatsApp Image 2022 07 01 at 12.31.07 1 - Artigo: Pichações são uma praga mundial. Temos todos que prevenir agora!

Simples assim: viu que estão pichando e costumam demorar para fazer, ligar no 190 e avisar a polícia. Alguma viatura em ronda passará pelo local e os levará.

Fichados, os pichadores serão soltos. Os contumazes e reincidentes, passarão a responder por seus crimes. Sim é crime depredar o patrimônio alheio!

Fotografar e filmar, com a facilidade do celular, também é boa iniciativa. Passar estes para a polícia, ajuda na identificação, caso não dê flagrante.

Depreciam as cidades. A cracolância é seu pior exemplo. Um nojo! Não fazer nada, é um incentivo!

(*) Administrador de empresas pelo Mackenzie, especialista em Marketing pela PUC e Master Business Administration pela FGV. Autor de 47 livros já publicados.

Mais de Antônio Ribeiro

motor-home

Coluna Dom Antônio: Guarapari na contramão do turismo de bom nível tem lei proibindo motor homes

WhatsApp-Image-2024-04-12-at-10.23.12-1

Coluna Dom Antônio: Mais um Gigante do comércio guarapariense nos deixou

WhatsApp-Image-2024-04-05-at-10.06.22

Coluna Dom Antônio: Assassinato de árvores volta a acontecer em pleno Centro de Guarapari

hotel porto do sol pc drones

Coluna Dom Antônio: Empresário de visão enxerga oportunidades de grandes e bons negócios em Guarapari

As informações e/ou opiniões contidas neste artigo são de cunho pessoal e de responsabilidade do autor; além disso, não refletem, necessariamente, os posicionamentos do folhaonline.es

Anúncio

Anúncio

Veja também

Habitação 5 - Carlos Eugênio Alves

Espírito Santo registra redução nas taxas de pobreza e extrema pobreza

Ainda de acordo com o estudo a taxa de pobreza do ES foi de 22,8%, percentual abaixo da média registrada pelo Brasil (27,5%)

capa_43544_RotadaFerraduraManoellvesDivulgacao3

Último dia para se inscrever na Corrida Rota da Ferradura 12 Milhas; entrega dos kits começa na quarta-feira (24)

A 1ª edição do evento acontece no próximo domingo (28) na Rota da Ferradura (Buenos Aires, Boa Esperança e Jaboti)

Anúncio

Anúncio

os-sao-joao-jaboti-04-2024-001

Prefeitura de Guarapari anuncia obras de drenagem e asfaltamento em São João do Jabuti

Comunidade é vista como região de potencial para o agroturismo

Crescer Com Viver1

ONG Crescer com Viver prepara mais uma edição do ‘Sertanejo Solidário’ em maio

Noite será de muita diversão, comida gostosa e solidariedade

Anúncio

20240418_162847

Espírito Santo vai receber primeira Usina de Biometano para uso industrial e residencial

Assinatura da parceria aconteceu na quinta (18), no Palácio Anchieta

Pastor Raphael

Coluna Palavra de Fé: Parte do remanescente

“Assim, pois, também agora, no tempo de hoje, sobrevive um remanescente segundo a eleição da graça.” Romanos 11:5

Anúncio