Anúncio

Antônio Ribeiro escreve para o folhaonline.es aos domingos e, a cada semana, o colunista relaciona Guarapari ao tema do momento. 

Coluna Dom Antônio: Bento Nossa foi garçom do Radium Hotel nos anos dourados da cidade saúde

Por Antônio Ribeiro

Publicado em 23 de outubro de 2022 às 09:00
Atualizado em 25 de outubro de 2022 às 09:03

Anúncio

Radium Hotel Decada de 50 - <i>Coluna Dom Antônio:</i> Bento Nossa foi garçom do Radium Hotel nos anos dourados da cidade saúde
Foto: Arquivo Folha

Nosso homenageado desta coluna, nasceu em 1935, ano da Primeira Intentona Comunista no Brasil, em Pernambuco, entre Rio Calçado e Buenos Aires, onde ficou até os 19 anos.

Serviu o exército no 1º Regimento Militar do Rio de Janeiro em São Cristóvão, tendo ficado na então Capital Federal até o fatídico ano de 1954, pela morte de Getúlio Vargas.

Estava de serviço no Palácio do Catete, sede do Governo Federal à época, no dia 24 de agosto quando às 8 horas, Getúlio Vargas cometeu suicídio. Todo o país parou!

Pelo bilhete de despedida, que ele leu, estava deixando a vida pela pátria, assim entrando para a história, de uma maneira totalmente inimaginável e incompreensível.

Enquanto servia, fez a Escola Preparatória para as Forças Armadas, tendo sido o melhor aluno da classe e por isso conquistando este posto privilegiado e trágico.

Assustado com o acontecido, voltou para Guarapari em novembro de 1954 e foi admitido no Radium Hotel, montado em padrão internacional, com cassino.

O restaurante tinha piano de cauda, mobília importada e talheres de prata, entre outros luxos que caracterizavam como hotel nível cinco estrelas.

De imediato foi contratado como comim (ajudante de garçom). Depois fez curso de garçom sendo   promovido, quando passou a maitre executivo.

Recorda de ter atendido famosos da época, como Assis Chateaubriand, João Goulart, Maísa e Rubem Braga, que ficavam meses no hotel.

Lembra de ter convivido com o Dr. Silva Mello, que como os pacientes, foi atraído pelas muitas curas das areias monazíticas, que estudou.

Ele próprio morou no hotel, onde trabalhou por treze anos, com carteira assinada, só saindo pela proibição dos cassinos. Um golpe duro!

No começo dos anos setenta, com os problemas do hotel, voltou para o Rio e trabalhou ao lado do Castelinho, atendendo Vinícius de Morais.

Embora tivesse emprego em uma boutique fina, a esposa não se adaptou a vida carioca e veio trabalhar no Restaurante Candelabro.

Aí conheceu um senhor que estava na cidade para montar um novo hotel, que o contratou por 14 anos, para ajudá-lo: o Porto do Sol.

Na inauguração estavam: Toni Ramos, Italo Rossi, Miele, Elke Maravilha, Nara Leão, Pitangui, Ziraldo, Joana e Silvio Caldas. Show!

Terminou a carreira no chic da época, o Quatro Estações, onde também ajudou a montar o restaurante. Uma história de vida!

Viveu bem e disse que gostaria de ver seu nome no Livro da Vida, que dei a ele!

Antônio Ribeiro é administrador de empresas pelo Mackenzie, especialista em Marketing pela PUC e Master Business Administration pela FGV, mestrado em Portugal e doutorado na Espanha. Autor de 47 livros já publicados e mais de 170 colunas sobre Guarapari.

Mais de Antônio Ribeiro

image (4)

Coluna Dom Antônio: Precisamos nos reunir mais para nos unir por prioridades ao povo de Guarapari

Praia_do_Morro-2-2021-06-27

Coluna Dom Antônio: Engordamento da Praia do Morro ou alguma outra prioridade?

enchentes-RS

Coluna Dom Antônio: Calamidades como a do RS – temos parcela de responsabilidade nisso

lights-night-city

Coluna Dom Antônio: Bikes, motos e carros furando o sinal vermelho – isso não vai terminar bem!

As informações e/ou opiniões contidas neste artigo são de cunho pessoal e de responsabilidade do autor; além disso, não refletem, necessariamente, os posicionamentos do folhaonline.es

Anúncio

Anúncio

Veja também

CONGO-GUA-2

Escola de Guarapari resgata história e cultura do congo na região

O projeto fez parte das atividades da disciplina eletiva “Vamos dançar o congo: diálogos sobre a cultura local”.

vacina-caes

Projeto implantará microchips de identificação em cães de Anchieta

O projeto prevê a microchipagem de todos os animais de Anchieta

Anúncio

Anúncio

Pastor Raphael

Coluna Palavra de Fé: Sonhos não envelhecem

image (4)

Coluna Dom Antônio: Precisamos nos reunir mais para nos unir por prioridades ao povo de Guarapari

Anúncio

Image-18

Coluna Entenda Direito: Os principais direitos trabalhistas das mulheres

WhatsApp Image 2024-05-14 at 15.16.29

Professora de Anchieta recebe Prêmio Educador Transformador por criação de álbum de figurinhas antirracistas

O projeto foi criado em 2022, na época da Copa do Mundo

Anúncio