Anúncio

Todos os sábados, às 15h, o folhaonline.es apresenta um artigo de Direito assinado por um advogado, em parceria com a Ordem dos Advogados do Brasil Jovem de Guarapari. Semanalmente, temas e leis variados são abordados para esclarecer dúvidas jurídicas.

Coluna Entenda Direito – Filiação Socioafetiva: o instituto jurídico que reconhece a relação de afeto entre pais e filhos não biológicos

Por Redação Folhaonline.es

Publicado em 7 de outubro de 2023 às 15:00
Atualizado em 7 de outubro de 2023 às 15:00

Anúncio

*por Lucas Fernandes Belarmindo, OAB/ES 38810.

imagem artigo - Coluna Entenda Direito - Filiação Socioafetiva: o instituto jurídico que reconhece a relação de afeto entre pais e filhos não biológicos
Foto: reprodução

A filiação socioafetiva é o instituto jurídico que visa reconhecer tanto a maternidade quanto a paternidade através do vínculo afetivo.  Por isso, considera como pai ou mãe qualquer pessoa que cria uma criança na condição de  seu filho, mesmo sem nenhum vínculo biológico, porém para que  isso ocorra é necessário o preenchimento de alguns requisitos: Ter mais de 18 anos ,além de ser 16 anos mais velho que a criança a ser reconhecida, também é necessária a comprovação de vínculo afetivo entras partes utilizando-se de documentações como, por exemplo, declarações escolares com assinatura do responsável, fotografias, testemunhas e etc.

É importante destacar que a filiação socioafetiva não se confunde com a adoção, e a principal diferença entre as duas se dá no que tange ao período de convivência onde que na filiação é realizada a comprovação de uma longa e duradoura convivência enquanto que o processo de adoção irá ocorrer após um período de convivência  de até 180 dias.

O processo da filiação socioafetiva pode ser realizado tanto judicialmente como extrajudicialmente, enquanto que na adoção só se pode ter o vínculo declarado sob sentença judicial. Outro ponto também relevante é que na adoção, não há convívio com os pais biológicos e seus nomes são extinguidos do registro do adotado, enquanto é permitido na filiação socioafetiva a multiparentalidade pois não interfere no vínculo biológico.

Não há diferença entre os direitos dos filhos biológicos e socioafetivos. Portanto, é proibida qualquer distinção entre eles, ficando seus direitos assegurados, garantindo a criança ou ao adolescente o acesso ao recebimento de pensão alimentícia, a convivência familiar, direito de visitação, guarda, entre outros. 

1 orig 1 - Coluna Entenda Direito - Filiação Socioafetiva: o instituto jurídico que reconhece a relação de afeto entre pais e filhos não biológicos
Lucas Fernandes Belarmindo, OAB/ES 38810. Advogado no escritório Rocha e Romagna advocacia. 

Mais de Aline Rodrigues

MicrosoftTeams-image-1

Coluna Entenda Direito: Descubra como sua empresa pode vender para o Governo

01.FOTO-DO-TEMA

Coluna Entenda Direito: Autismo e o direito ao benefício assistencial – BPC/Loas

01.FOTO-DO-TEMA

Coluna Entenda Direito: Abandono afetivo – o dever jurídico de cuidar e amar

01.FOTO-DO-TEMA

Coluna Entenda Direito: Adiantamento de quinhão hereditário para custear o tratamento de pessoa autista (TEA)

As informações e/ou opiniões contidas neste artigo são de cunho pessoal e de responsabilidade do autor; além disso, não refletem, necessariamente, os posicionamentos do folhaonline.es

Anúncio

Anúncio

Veja também

procissao-maritima-8

Com shows e homenagens, Anchieta divulga a programação da tradicional Festa de São Pedro

Evento ainda vai contar com procissão marítima e celebrações religiosas

SHOW-DE-FISICA-2

Escola de Guarapari promove primeiro Show de Física e Astronomia

Ação buscou promover interação entre os estudantes, possibilitando que o conhecimento seja transmitido de uns para os outros

Anúncio

Anúncio

Pastor Raphael

Coluna Palavra de Fé: Encontros e despedidas

WhatsApp-Image-2024-06-23-at-11.17.05

Coluna Dom Antônio: Ruas sem placa alguma e numeração maluca são nossa triste realidade

Anúncio

MicrosoftTeams-image-1

Coluna Entenda Direito: Descubra como sua empresa pode vender para o Governo

Prefeitura-de-Guarapari

Guarapari mantém nota A no Tesouro nacional por qualidade de informação contábil

Índice foi divulgado no início da semana

Anúncio