Anúncio

Dalva deve ser ouvida pela CPI nesta quinta (17)

Por Livia Rangel

Publicado em 16 de outubro de 2013 às 00:00

Anúncio

Esta quinta-feira (17) promete ser de esclarecimentos na Câmara Municipal de Anchieta. Isso porque a vereadora e presidente da Casa de Leis, Dalva da Matta (PDT) foi convocada para ser ouvida às 16h pela Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI), que foi instaurada para investigar denúncia feita pelo Ministério Público de Anchieta contra a parlamentar. 

O objetivo, nesta quinta, é cobrar explicações contra acusações de Rachid (ficar com dinheiro de funcionários da Câmara) e também por uso irregular de diárias. Além de contratos superfaturados com diversas firmas.

O relator da CPI da moralidade de Anchieta, vereador Geovani Meneguelli (PSD) convocou por oficio a presidente: “Espero que ela compareça, pois senão o fizer, estará dando um atestado de culpabilidade”.

A sessão será aberta ao público, que poderá se manifestar de maneira ordeira. Segundo Geovani, serão permitidos cartazes, mas pergunta somente via ofícios de pessoas físicas e jurídicas. A CPI vai analisar se as perguntas são pertinentes à matéria.

O presidente da CPI Válber Salarini, lamenta que a Inovar, uma das empresas acusadas pelo MP de superfaturamento na gestão de Dalva da Matta, não tenha comparecido na última segunda-feira (14), sessão em que seria ouvida. De acordo com Válber, uma nova convocação será realizada. “Por oficio os responsáveis pela Inovar declararam que tinham outro compromisso no dia que deveriam ser ouvidos”, explicou.

O membro da comissão Carlinhos Simões (PMDB) informa que os prazos da CPI da moralidade vêm sendo cumpridos à risca. A previsão é que dentro de no máximo 60 dias a CPI já tenha um parecer final para o plenário julgar. “Estamos respeitando os prazos regimentais, temos uma satisfação a dar a população e o faremos”, afirmou.

O advogado Lécio Machado, assessor jurídico do Grupo de Acompanhamento Legislativo (GAL) de Anchieta acredita que Dalva, assim como a firma Inovar não vai comparecer. “Na verdade a Inovar e a Dalva são cúmplices de crime contra o povo de Anchieta. O Ministério Publico (MP) é bem claro nas suas acusações. Acho que o juiz da comarca Carlos Henrique Pinto já deveria ter afastado Dalva do cargo de presidente e vereadora como pediu o MP, pois ela vem interferindo na CPI”.

Procurada pela reportagem, a assessoria de Dalva disse que somente o seu departamento jurídico responderia os questionamentos. Enquanto o departamento jurídico afirmou que ainda vai analisar se Dalva vai comparecer ou não a convocação da CPI da moralidade.

É proibida a reprodução total ou parcial de textos, fotos e ilustrações, por qualquer meio, sem prévia autorização do FolhaOnline.es.

Tags:

Anúncio

Anúncio

Veja também

falta-de-agua-e-um-problema-politico-2-1024x683-1024x585

Governo do Estado declara Estado de Atenção para situação hídrica no ES

Medida foi tomada devido à falta de chuvas e estiagem nos últimos meses

Joao-Hadad-em-A-Grande-Conquista-2

Guarapariense João Hadad disputa final de reality show da Record

Final acontece nesta quinta (18)

Anúncio

Anúncio

casa-sinestescia-2024

Casa Sinestésica oferece Oficina de Desenho gratuita nesta quarta (17) em Guarapari

Com o tema Autorretrato, atividade tem vagas limitadas

IMG_9800-1

Terra dos Dinos: Guarapari deve ganhar filial do ‘Jurassic Park brasileiro’ em 2025

Parque temático, no RJ, possui diversas atrações e 40 modelos de dinossauros em tamanho real

Anúncio

20240701_160006

Fios acumulados e pendurados em postes preocupam moradores de Guarapari

Moradores flagraram casos em duas avenidas movimentadas da Praia do Morro

lei-seca_forca-pela-vida-7-1

Blitz Lei Seca flagra 131 motoristas alcoolizados em todo Estado no fim de semana

Ação faz parte do programa “Força pela Vida”, integrando diversos órgãos

Anúncio