Anúncio

Justiça recolhe 17 ônibus na garagem da Lorenzutti, em Guarapari

Por Pedro Henrique Oliveira

Publicado em 13 de julho de 2022 às 09:54

Anúncio

Justiça recolhe 17 ônibus na garagem da Lorenzutti, em Guarapari
Foto: Arquivo Folhaonline.

A Justiça realizou um processo de busca e apreensão e recolheu, na madrugada desta quarta-feira (13), 17 ônibus da garagem da empresa Lorenzutti, responsável pelo transporte público em Guarapari. Segundo informações do Sindicato dos Trabalhadores Rodoviários de Guarapari (Sintrovig), alguns funcionários da empresa comunicaram que não conseguiram assumir a escala de trabalho devido a frota reduzida de coletivos.

Procurada, a Lorenzutti confirmou a apreensão e enviou uma nota, em que lamenta a decisão e classifica a ação como “violenta”. De acordo com o comunicado, os veículos foram financiados pelo banco Bradesco, que realizou a ação na Justiça:

A EXPRESSO LOTENZUTTI lamenta o ocorrido, sendo pega de surpresa pela decisão sobre a qual não fomos sequer notificados, através de uma ação violenta e sem  precedentes arrestaram diversos Ônibus.

Frisamos ainda que houve o atraso de apenas três parcelas  do financiamento de um contrato com Banco BRADESCO, que perfazem o valor de 40 mil reais, em um contrato de 250 mil.

Este atraso ocorreu devido ao estado de pandemia do novo coronavírus, a demanda dos transportes coletivos em todo o País foi sensivelmente prejudicada e estavamos negociando com BRADESCO e fomos surpreendidos por essa violenta ação.

As empresas de ônibus têm enfrentado sérias dificuldades e a maioria dos sistemas brasileiros não conta com subsídios ou complementações tarifárias, que são comuns na maior parte dos países desenvolvidos e em sistemas de referência.

Seguimos firmes na operação com a solução breve desta situação.

Tranquilizamos também todos os nossos demais fornecedores, gestores públicos e toda a cadeia de transportes sobre a normalidade de nossas operações.

Ainda nesta quarta-feira (13), o Sintrovig informou que conseguiu, através de decisão judicial, que a Prefeitura faça o repasse de R$175 mil para a compra antecipada de vale-transporte. O dinheiro será destinado para o pagamento do salário do mês de maio, vencido em junho, a todos os trabalhadores da empresa. A previsão é que até o início da próxima semana o valor seja liberado para todos os trabalhadores.

Há meses a Lorenzutti tem enfrentado problemas para manter o funcionamento adequado do transporte na cidade. O atraso frequente no pagamento dos salários dos rodoviários gerou seguidas greves e o bloqueio de R$ 165 mil das contas da empresa no mês passado.

Em entrevista coletiva no dia 21 de junho, representantes da companhia cobraram do município os valores de uma tarifa técnica, que seria responsável por cobrir parte dos custos mínimos do sistema de transporte o diesel, o pessoal, a gratuidade e o índice de passageiros transportados por quilômetros.

É proibida a reprodução total ou parcial de textos, fotos e ilustrações, por qualquer meio, sem prévia autorização do FolhaOnline.es.

Anúncio

Anúncio

Veja também

carlos-von

Justiça determina que deputado de Guarapari fique inelegível; parlamentar contesta decisão

santo-antonio

Guarapari: Justiça decreta falência da rede Santo Antônio em meio a processos trabalhistas

Anúncio

Anúncio

Campanha Crescer com Viver (3)

Campanha arrecada material escolar e brinquedos para crianças atendidas em ONG de Guarapari

Captura-de-Tela-44

Licitação para reforma do Mercado de Peixe deve ser iniciada até janeiro, diz prefeito de Guarapari

Anúncio

WhatsApp-Image-2022-12-01-at-11.19.08

Nova campanha em Guarapari busca recursos para ajudar 35 animais abandonados

ubu---letreiro

Anchieta promove neste final de semana o 3ª Ublues Beer Fest

Anúncio