Anúncio

Antônio Ribeiro escreve para o folhaonline.es aos domingos e, a cada semana, o colunista relaciona Guarapari ao tema do momento. Antônio é administrador de empresas, viveu em Porto Alegre, São Paulo e Curitiba, esteve em todos os estados brasileiros, a exceção de Acre, Roraima e Amapá, ministrou cursos em todos os países da América Latina, menos nas três Guianas, e escreveu o Guia de Férias e Feriadões.

Mudança no hábito dos mineiros: Não trazer carne x Levar peixe!

Por Antônio Ribeiro

Publicado em 25 de outubro de 2020 às 09:00
Atualizado em 26 de outubro de 2020 às 12:42

Anúncio

Antônio Ribeiro (*)

Foto: Marcelo Moryan.

Que a maioria dos turistas que aqui vem é de mineiros, acho que todos concordam. Muitos dizem que eles vem com o porta malas cheio de comida e bebida. Concorda? Sabem por quê? E que fazer para mudar isso? É possível!

Não é objetivo desta coluna debater o motivo, mas é bom saber, já que os preços aqui em Guarapari, na temporada, são mais altos do que pagamos durante o ano todo, o que para nós é ruim. Pagamos uma conta que não é nossa!

A maioria dos que leem, sabem que o rebanho de gado em Minas Gerais é bem maior do que o do Espírito Santo, fazendo com que os preços lá sejam mais competitivos e por isso mais acessíveis, se comparados com os daqui.

Também não se discute que há variedade, qualidade e abundância de peixes e outros frutos do mar, que não existe por lá, afora a quantidade de barcos e pescadores, que assustam as estatísticas dos que recebem o defeso.

Para mudar esta mentalidade deles, de trazer bastante comida, tem-se que criar um hábito novo, com coisas que sejam melhores à saúde, mais salutares e diferentes do que eles tem por lá, durante o ano todo.

O que vejo de entrave, comparando o preço do peixe servido aqui nos restaurantes, com o valor do quilo do mesmo peixe, comprado nos barcos dos pescadores. Algo que para exemplo se pode falar em 200 e 20.

Talvez isso esteja fazendo com que os próprios pescadores, quando veem que o comprador é turista, pratiquem valor bem acima do que se encontra facilmente em Anchieta e Piúma, nos de lá.

O objetivo maior desta coluna é tentar mudar o hábito: ao invés de trazer um grande isopor cheio de carne, que aí tragam muita cerveja, que é fabricada por lá e na volta levem este cheio de peixes.

Para tal, além de preço bom para o peixe, seria importante melhorar a organização e fiscalização, do entorno do mercado de peixe e dos barcos que vendem peixe direto na linda nova orla.

Aproveitando que teremos uma nova feira no próximo ano e novos vereadores, para cobrar um mercado de peixes melhor, para atender uma grande demanda.

Nós também poderíamos cobrar dos restaurantes, para que tenham além da boa e cara moqueca, um prato simples e barato, com peixe grelhado.

Comentar sobre este tema com pescadores e vendedores de peixe, encaminhando esta coluna, também ajudaria. A mineiros também!

(*) Especialista em Marketing pela PUC e em Gestão pela FGV.

As informações e/ou opiniões contidas neste artigo são de cunho pessoal e de responsabilidade do autor; além disso, não refletem, necessariamente, os posicionamentos do folhaonline.es

Anúncio

Anúncio

Veja também

kit merenda

Guarapari realiza nova distribuição de kit merenda para alunos da Rede Municipal de Ensino

Covid-19_ES ultrapassa 10 mil obitos - 2021-05-11

Painel Covid-19: Guarapari se aproxima de 350 e ES ultrapassa 10 mil óbitos por Covid-19

Segundo a última atualização, na tarde de hoje (11), o número de óbitos chegou a 10.013 em todo o Estado

Anúncio

Anúncio

vacina_butantan_covid-divugacao_es

Guarapari abre agendamento para segunda dose da Coronavac em idosos acima de 70 anos

vacinacao-gripe-vilhena-2021-05-11

Imunização contra gripe para idosos e professores começou hoje (11) em Guarapari

Anúncio

Desaparecido Secr Saúde1

Encontrado morador de Guarapari que estava desaparecido

vacina pfizer

Vacina da Pfizer será aplicada em gestantes do ES após suspensão da AstraZeneca

A vacina, até então, só estava sendo aplicada em moradores de Vitória; Anvisa orientou a suspensão da aplicação da AstraZeneca em gestantes nessa segunda-feira (10)

Anúncio