Anúncio

Procuradoria nega salários a vereadores novatos

Por Livia Rangel

Publicado em 21 de novembro de 2013 às 00:00

Anúncio

Foto: Assessoria TJES

A procuradoria da Câmara municipal negou o pedido dos vereadores Jair Gotardo (PDT) e Sérgio Ramos (PMD), o Serjão do Jabaraí, que requereram à Casa, na semana passada, o pagamento dos salários referentes aos nove primeiros meses do ano.

O parlamentares assumiram seus cargos no dia 1º de outubro, após o Tribunal de Justiça do Espírito Santo (TJES) declarar inconstitucional a emenda à Lei Orgânica municipal aprovada em abril do ano passado, que reduziu de 17 para 15 o número de vereadores no Legislativo da cidade. Portanto, não trabalharam de janeiro a setembro.

O argumento da Procuradoria para a negativa à solicitação dos vereadores é justamente o fato de que eles querem receber por um período não trabalhado. Os valores requeridos chegariam a R$ 77,4 mil para cada.

Serjão, que anteriormente disse não querer brigar na Justiça, já mudou o discurso. “Vou me informar com os meus advogados para ver se tenho direito de receber. Se tiver, irei direto à Justiça”, afirmou.

É proibida a reprodução total ou parcial de textos, fotos e ilustrações, por qualquer meio, sem prévia autorização do FolhaOnline.es.

Tags:

Anúncio

Anúncio

Veja também

Imagem-do-WhatsApp-de-2024-07-02-as-14.22.32_930ee451

Prestes a lançar novo filme, Rodrigo Aragão quer formar novos talentos do cinema em Guarapari

Cineasta finaliza seu novo longa, que se passa em um prédio assombrado por fantasmas na Praia do Morro

{"eId":"703898471388870","CameraPosition":1}

Hotéis e pousadas das montanhas preparam mimos para hóspedes durante a Festa do Morango

34ª edição do evento já está com ingressos à venda

Anúncio

Anúncio

Pastor Raphael

Coluna Palavra de Fé: Schadenfreude

letreiro-guarapari-es-2021-08-27

Coluna Dom Antônio: O que falta para Guarapari ser uma cidade turística de verdade

Anúncio

regulamento foto (3)

Coluna Entenda Direito: A importância do Regulamento Interno das empresas nas relações de trabalho

Pipas_divulgacao

Guarapari foi a cidade mais atingida por problemas causados por pipas na rede elétrica

Nos primeiros meses do ano, cidade teve 1.668 clientes afetados na região; riscos de acidentes aumentam nas férias

Anúncio